Menu

20. O sábado

O beneficente Criador, após os seis dias da criação, descansou no sétimo dia e instituiu o Sábado para todas as pessoas como um memorial da criação. O quarto mandamento da imutável lei de Deus requer a observância deste Sábado – sétimo dia como o dia de descanso, de adoração e de ministério em harmonia com os ensinos e prática de Jesus, o Senhor do Sábado. O Sábado é um dia de deleitosa comunhão com Deus e uns com os outros. É um símbolo da nossa redenção em Cristo, um sinal da nossa santificação, um sinal da nossa fidelidade, e um antegozo do futuro eterno no reino de Deus. O Sábado é o sinal perpétuo do Seu concerto eterno entre Si e o Seu povo. A alegre observância deste tempo santo de uma noite até à outra noite, de um pôr-do-sol até ao seguinte, é uma celebração do acto criador e redentor de Deus. ({tip 1 Assim os céus, a terra e todo o seu exército foram acabados.
2 E havendo Deus acabado no dia sétimo a obra que fizera, descansou no sétimo dia de toda a sua obra, que tinha feito.
3 E abençoou Deus o dia sétimo, e o santificou; porque nele descansou de toda a sua obra que Deus criara e fizera.::Génesis 2:1-3}Génesis 2:1-3{/tip}; {tip 8 Lembra-te do dia do sábado, para o santificar.
9 Seis dias trabalharás, e farás toda a tua obra.
10 Mas o sétimo dia é o sábado do Senhor teu Deus; não farás nenhuma obra, nem tu, nem teu filho, nem tua filha, nem o teu servo, nem a tua serva, nem o teu animal, nem o teu estrangeiro, que está dentro das tuas portas.
11 Porque em seis dias fez o Senhor os céus e a terra, o mar e tudo que neles há, e ao sétimo dia descansou; portanto abençoou o Senhor o dia do sábado, e o santificou.}Êxodo 20:8-11{/tip}; Lucas 4:16; Isaías 56:5, 6; 58:13, 14; Mateus 12:1-12; Êxodo 31:13-17; Ezequiel 20:12, 20; Deuteronómio 5:12-15; Hebreus 4:1-11; Levítico 23:32; Marcos 1:32).

Rate this item
(0 votes)
More in this category: 21. O estados dos mortos »
back to top